PPAv_Cartas_ERC


ERC (ENROUTE CHART)
 
   São as cartas usadas para o planejamento do cruzeiro. Elas apresentam os auxílios à navegação (VOR's, NDB's e Fixos), os aeródromos, espaços aéreos restritos ou proibidos, as aerovias e alguns acidentes geográficos.
 
   AEROVIAS são corredores aéreos por onde flui o tráfego de aeronaves. Correspondem às rodovias. Assim  como estas, as aerovias podem ser de mão única ou de mão dupla. Cada aerovia é separada por níveis de altitude de acordo com  regras. 
 
Cabe ressaltar que há uma regra para vôos IFR (Instrument Flight Rules) e outra para vôos VFR (Visual Flight Rules).
Vamos detalhar a primeira regra. A segunda, trataremos logo após.
 
   Em Vôos IFR, as altitudes das "mãos" são sempre múltiplos de 1000 pés (ft), sendo que, para proas magnéticas na direção oeste (de 180º a 359º), ocupam múltiplos pares (Ex: 6000 ft, 8000 ft, 10000 ft etc...) e, para proas magnéticas na direção leste (de 000º a 179º), múltiplos ímpares (Ex: 5000 ft, 7000 ft, 9000 ft etc...).
 
Esta regra é seguida até a altitude de 29000 ft. A partir daí, a próxima via para oeste situa-se a 31000 ft de altitude e as demais para oeste a cada 4000 ft de diferença, ou seja, 35000 ft, 39000 ft, 43000 ft etc... As proas no sentido leste seguem o mesmo procedimento, iniciando a 33000 ft e mantendo a diferença de 4000 ft (37000 ft, 41000 ft, 45000 ft etc...). 
 
   No caso dos vôos VFR, proas magnéticas para oeste são múltiplos pares de 1000 ft  somando-se 500 ft (Ex: 4500 ft, 6500 ft, 8500 ft etc...) até o valor de 14500 ft.
 
Proas magnéticas para leste assumem altitudes multiplas ímpares de 1000 ft somando-se depois 500 ft (3500 ft, 5500 ft, 7500 ft etc...) até o valor máximo de 13500 ft. O quadro abaixo resume estas regras:
 
http://www.voetla.org/images/cartas/NiveisdeVoo.gif
    Existem dois grupos de cartas ERC brasileiras:
 
CARTAS LOW:
São as empregadas em vôos a baixa altitude, onde o limite máximo é de 26000 ft.No Brasil, temos duas cartas LOW: A carta L1-L2, que abrange as Regiões Nordeste, Sudeste e Sul, e a carta L3-L4, que engloba as Regiões Norte e Centro-Oeste; e
CARTAS HIGH:
Usadas em vôos a altitude mais elevada. O limite, agora mínimo, é de 26000 ft. As cartas HIGH brasileiras são: H1-H2 e H3-H4, abordando respectivamente as mesmas Regiões das cartas LOW.
    Temos aqui como exemplo uma parte da carta L1-L2, mais precisamente o entorno dos aeroportos de Coongonhas, Guarulhos e Viracopos:
 
http://www.voetla.org/images/cartas/ERC1.jpg
 
   Há ainda uma carta ERC especial que apresenta dois panoramas bem distintos. Uma de suas faces, é uma carta HI-LO (HIGH e LOW ao mesmo tempo) do trecho Rio de Janeiro - São Paulo, reunindo com maior riqueza de detalhes as informações das cartas L1-L2 e H1-H2 nesta área. Ela é ideal para o planejamento e uso em rota na ponte aérea Rio - São Paulo.
 
A outra face reúne todas as aerovias que passam pelo Brasil, sendo muito útil nos vôos internacionais.
 

Copyright © 2018 Todos os direitos reservados. Tropical Linhas Aereas Virtuais

Cms by phpVMS