PPAv_Ground_School_C172

 

 

 
Instrumentos de voo
 
Como o nome já diz, são responsáveis pelos parâmetros do voo, como: velocidade; atitude, altitude e subida/descida.

http://3.bp.blogspot.com/-ZUS6oSVYL2M/TrvFrEafcAI/AAAAAAAAAdQ/xSNlzhVZjZE/s400/painel-inst-voo.jpg


01 – Velocímetro: Este parecido com o dos carros nos indica a velocidade indicada (VI) e em alguns casos a correção desta para a altitude que estamos, ao qual chamamos de velocidade aerodinâmica (VA);
 
Geralmente mostrada em Knots (Milhas Náuticas/Hora, sendo que 1NM=1,852km) ou Mph (Milhas/Hora, sendo que 1SM = 1,609km), o funcionamento deste equipamento depende do tubo de pitot que captura a pressão estática e total.
 
02 – Horizonte artificial: Este instrumento tem como principal função mostrar como o avião está em relação ao horizonte; Muito utilizado em voos com condições de pouca ou nenhuma visibilidade;
Fornece indicações da atitude do nariz do avião (Se está pra cima ou pra baixo) e a inclinação das asas.
 
03 – Altímetro: informa a altitude da aeronave. Nos pousos e decolagens deve ser inserida a correção do QNH (pressão padrão corrigida para altitude), nos informando a altitude do aeródromo;
 
Funciona a partir da pressão recebida, indica a altitude de um avião em relação ao nível do mar, geralmente aponta em "pés" (1 pé = 30,48cm)
 
04 – Turn and coordinator: Este foi um dos primeiros instrumentos usado na aviação e tem a responsabilidade de informar a coordenação de comandos ou seja se estamos usando manche e pedais em conjunto e também informar a velocidade da curva;
 
05 – Giro direcional: Instrumento que auxilia a leitura da bussola primária, principalmente em situações de turbulência. Este deve ser calibrado em voo constantemente igualando-o a leitura da bussola;
 
06 – Climb ou variometro: Sua função é indicar se estamos subindo ou descendo e a qual razão, ou seja o quanto nos deslocamos para cima ou para baixo em determinado tempo.
 
 
Instrumentos de Navegação
 
http://4.bp.blogspot.com/-65cdw1r9h84/TrvFyaOULMI/AAAAAAAAAdY/UpVBoVpfc1Q/s400/painel-inst-navega.jpg
 
07 e 08 – VOR1 e 2: Inventado após o ADF, utiliza uma onda de rádio diferente com uma freqüência muito alta, diminuindo a imprecisão sofrida pela frequencia usada nos ADF.
 
Atualmente é mas utilizado e semelhante ao seu antecessor, deve ser inserido uma freqüência específica nos rádios (acessórios indicados em azul na figura) para que este nos indique a direção a seguir.
 
Sua estação emiti, ondas de rádio em 360 direções como a rosa dos ventos e a estas direções damos o nome de Radiais.
 
09 – ADF: Foi o primeiro instrumento de rádio navegação criado e devido ao seu custo ainda é muito usado. O instrumento visto no avião é o ADF que recebe sinal de rádio da estação em terra chamada NDB.
 
Devido ao tipo de onda de rádio que emite, este é menos preciso que o VOR. Ao sintonizar no rádio (acessórios indicados em azul na figura) a freqüência de uma estação NDB que esta em solo o ADF apontara sua agulha para esta estação nos indicando a direção a seguir.
 
 
Instrumentos acessórios
 
http://4.bp.blogspot.com/-0ZSuOvCID0Q/TrvGKgjPsBI/AAAAAAAAAdo/jCrxEK0Zjpk/s400/painel-inst-acessorios.jpg
 
15 – Rádios: Nesta área temos os rádios de comunicação (com1 e com2), os rádio para sintonizar os VOR’s (NAV1 e NAV2), o rádio para sintonia da estação NDB (normalmente é só 01) e o piloto automático (PA);
 
16 – Máster da Bateria, Magnetos e Fusíveis: Temos o botão que liga a bateria energizando o painel e a aeronave; temos a chave dos magnetos, que são espécie de geradores acoplados ao motor e responsáveis por abastecê-lo de energia elétrica; e todos os fusíveis para a segurança dos equipamentos elétricos;
 
17 – Interruptores de Luzes e bomba de combustível: Interruptores de todas as luzes do avião, como: luzes de navegação, do painel, de pouso e etc..; e a bomba de combustível elétrica;
 
18 – Relógio/cronômetro: O voo deve ser sempre acompanhados do seu tempo, informando se estamos atrasados ou adiantados em relação a pontos no solo ou a auxílios rádios;
 
19 – Manetes de Potencia, Manete mistura de combustível e Flaps: O Manete de Potencia seria como o acelerador dos carros; O Manete de Mistura é usada para alterar a quantidade de ar/combustível admitida pelo motor a medida que o ar fica rarefeito com a altitude, visando otimizar o melhor consumo e potencia nestas condições;  
 
Os Flaps são superfícies moveis, localizadas nas asas e usada no pouso e decolagem, modificando a área alar, aumentando a sustentação e diminuindo a velocidade necessária a operação.
 
 
Instrumentos de Monitoramento dos Motores
 
 
Os instrumentos de monitoramento dos Motores têm como função básica manter o controle dos parâmetros de utilização destes, afim de propiciar vida longa dos mesmos, baixo consumo e segurança ao voo.
 
 
10 – Tacômetro: Este nos mostra a RPM (Rotações por minuto no eixo do hélice);
 
11 – Pressão e Temperatura do óleo: Considero o mais importante instrumento do motor, principalmente o marcador de pressão.
 
Este é o primeiro instrumento a ser verificado no acionamento do motor e caso não haja leitura em alguns segundos devemos desliga o motor imediatamente; Já a temperatura nunca deve exceder certos limites informados pelo frabricante;
 
12 – EGT e Fuel Flow: O EGT informa a temperatura de escapamento do motor (após a queima) e o Fuel Flow o quanto o motor consome de combustível em determinado tempo;
 
13 – Liquidômetros: Indica a quantidade de combustível nos tanques de cada asa;
 
14 – Vacuômetro e Amperímetro: O primeiro indica o funcionamento da bomba de vácuo, necessária para funcionamento de vários instrumentos de voo. E o amperímetro indica a condição circuito elétrico.

 

 

Copyright © 2018 Todos os direitos reservados. Tropical Linhas Aereas Virtuais

Cms by phpVMS